ipca
0,45 Out.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Lojas Renner escolhe Fabio Faccio para substituir José Galló no comando da empresa

01/11/2018 16h26

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - A Lojas Renner anunciou nesta quinta-feira que Fabio Adegas Faccio será o novo presidente-executivo da companhia a partir de abril, substituindo José Galló, que comandou a transformação da empresa na maior varejista de moda do país, com quase 550 estabelecimentos divididos entre as três bandeiras do grupo, além da plataforma online e presença no exterior.

O conselho de administração da companhia aprovou nesta quinta-feira a escolha de Faccio, atual diretor de Produto, como sucessor de Galló a partir de 18 de abril de 2019, quando o colegiado se reunirá após a assembleia geral ordinária.

Galló, que tem 67 anos, entrou na empresa em 1991 para comandar a reestruturação da companhia e foi eleito presidente em 1999. Ele permanecerá no cargo até 18 de abril e após isso continuará na companhia como membro do conselho de administração, do qual já faz parte.

Faccio, que tem 46 anos e está há 19 anos na varejista, começou na Lojas Renner como estagiário e ocupou diferentes funções no grupo. Ele continuará na diretoria que exerce atualmente até abril. Nesse período, ele fará parte do programa estruturado de transição para, então, assumir como novo presidente da dona das bandeiras Renner, Camicado e Youcom.

Às 16:23, as ações da Lojas Renner subiam 0,6 por ento, a 37,83 reais, na bolsa paulista. Na véspera, os papéis atingiram máxima histórica intradia a 38,87 reais. A empresa, a primeira corporação brasileira com 100 por cento das ações negociadas em bolsa, tem hoje um valor de mercado de cerca de 27 bilhões de reais.

Analistas do Itaú BBA afirmaram que a mudança era amplamente esperada pelo mercado. "Também é reconfortante que Galló permaneça ativo por meio do conselho, já que ele foi responsável pela maior parte do sucesso da Renner desde que ele começou, 26 anos atrás, quando a empresa tinha apenas 8 lojas", escreveram em nota distribuída a clientes.

A varejista de moda reportou no terceiro trimestre alta de 38,4 por cento o lucro líquido em relação ao mesmo período do ano passado, para 194,2 milhões de reais, apoiada em crescimento de receita e controle de despesas.

Em teleconferência com analistas sobre o resultado no final de outubro, Galló reiterou a meta de abertura de lojas de 450 unidades Renner até 2021, com entrada em cidades menores.

Em seu livro publicado no ano passado, 'O Poder do Encantamento', no qual o executivo conta sua trajetória na Lojas Renner, Galló escreve nos últimos parágrafos que vê muitas ideias e tecnologias que podem melhorar as empresas, que vê muitas oportunidades de se renovar e a vontade de fazer coisas novas. E finaliza: "O futuro será bastante divertido."

(Edição Alberto Alerigi Jr.)

Mais Economia