ipca
0,45 Out.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

PORTFÓLIO-Estrategistas começam novembro com viés positivo para ações brasileiras de olho em novo governo

01/11/2018 11h45

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - A volatilidade tende a continuar no mercado acionário brasileiro em novembro, mas estrategistas veem espaço para a manutenção do viés positivo na bolsa paulista, em meio a expectativas de uma agenda econômica positiva para o país a ser implementada pelo presidente eleito Jair Bolsonaro, de acordo com recomendações para o mês compiladas pela Reuters.

"Nós estamos adicionando muito mais risco este mês", afirmaram os estrategistas Carlos Sequeira e Bernardo Teixeira do BTG Pactual, em relatório a clientes, no qual afirmam que o Ibovespa está relativamente barato e que as alocações por investidores estrangeiros e locais no índice estão baixas.

"A perspectiva positiva para o novo governo brasileiro, juntamente com capacidade ociosa considerável e recursos humanos abundantes, é uma combinação poderosa capaz de alavancar o crescimento econômico, enquanto a agenda mais liberal do novo governo pode acelerar a privatização, estimular o investimento privado e melhorar os padrões de governança nas empresas que permanecerão estatais", afirmaram em relatório a clientes.

Bolsonaro, do PSL, derrotou Fernando Haddad no dia 28 de outubro, impondo a primeira derrota ao PT desde 2002. Além do sentimento anti-PT, em meio à percepção de que a condução da política fiscal principalmente no governo da ex-presidente Dilma Rousseff foi desastrosa, a preferência no mercado por Bolsonaro teve respaldo na indicação do economista liberal Paulo Guedes como comandante das finanças do país.

Em outubro, apesar da forte saída de capital externo do segmento Bovespa, de 7 bilhões de reais até o dia 28, o Ibovespa acumulou valorização de 10 por cento. Papéis bastante suscetíveis a expectativas relacionadas ao governo, contudo, tiveram valorizações muito maiores, como Petrobras PN, que fechou o mês com alta de mais de 30 por cento.

"Após eleição de Jair Bolsonaro à presidência da República, vemos a bolsa como o melhor ativo no Brasil, se beneficiando de uma melhora de sentimento e retomada de atividade, negociando a múltiplos atrativos e com posicionamento favorável", reforçou a equipe da XP Investimentos, liderada por Karel Luketic, em relatório. "Apesar dos desafios serem grandes, acreditamos que o mercado deva dar o benefício da dúvida para Bolsonaro."

O analista Vitor Suzaki, da Lerosa Investimentos, acrescentou, em relatório distribuído a clientes com as suas recomendações para o mês, que cenário doméstico deve continuar influenciado por anúncios sobre os próximos ministros, presidentes de importantes estatais e definição do andamento das reformas fiscais importantes e necessárias para o país, o que deve manter a bolsa volátil.

O presidente eleito disse na quarta-feira que os anúncios de nomes de seus ministérios serão feitos por meio de suas redes sociais. Até o momento, já foram confirmados como ministros o economista Paulo Guedes (Economia), o deputado Onyx Lorenzoni (Casa Civil), o general da reserva Augusto Heleno (Defesa), o tenente-coronel e astronauta Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia) e o juiz Sérgio Moro (Justiça e Segurança Pública)

A equipe do BB Investimentos ressaltou que o cenário externo enseja cautela, mas afirmou que enxerga espaço para avanço no mercado de renda variável brasileiro com retomada da atividade e melhora da confiança. Além disso, avalia que o patamar do Ibovespa em dólar (23 mil pontos) evidencia possibilidade de nova onda de ingresso de recursos de investidores externos.

Veja abaixo cinco carteiras de ações para novembro compiladas pela Reuters:

BB Investimentos

Ambev

B2W

Cyrela

Gerdau PN

IRB

Itaú Unibanco PN

Lojas Renner

Magazine Luiza

Taesa

Ultrapar

BTG Pactual

Petrobras PN

Banco do Brasil

B3

Suzano

BR Distribuidora

Lojas Renner

Rumo

Gerdau PN

Localiza

Oi

Terra Investimentos

Petrobras PN

Cosan

Gerdau PN

Itaú Unibanco PN

Valid

BRF

Lojas Americanas PN

XP Investimentos

B2W

Banco do Brasil

BR Malls

Bradesco PN

BRF

Cemig PN

Localiza

Petrobras PN

Ultrapar

Vale

Lerosa Investimentos

Ambev

BB Seguridade

Braskem

B3

Embraer

IRB

MRV

Suzano

Vale

WEG

Mais Economia