ipca
0,45 Out.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Resultados fortes de ING e BT ajudam índices a atingir máxima de 2 semanas

01/11/2018 14h03

Por Danilo Masoni e Helen Reid

MILÃO (Reuters) - Os índices acionários europeus atingiram a máxima de duas semanas nesta quinta-feira, quando resultados fortes do banco holandês ING e do grupo britânico de telecomunicações BT ajudaram a compensar dados decepcionantes do Credit Suisse.

O índice FTSEurofirst 300 subiu 0,08 por cento, a 1.424 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou 0,24 por cento, a 362 pontos, depois de atingir máxima de duas semanas durante o pregão.

As ações europeias dando continuidade aos ganhos de quarta-feira, quando um novo otimismo sobre a temporada de resultados ajudou a diminuir as preocupações com o crescimento econômico e o risco político que pressionara, o índice pan-europeu a uma mínima de quase dois anos em outubro.

O ING subiu 5,9 por cento depois que o maior banco holandês divulgou um lucro melhor do que o esperado de 776 milhões de euros, uma vez que continuou a crescer apesar de ter sido multado por falhas na prevenção de lavagem de dinheiro.

O BT subiu 8,7 por cento depois de ter apresentado um aumento maior do que o esperado de 2 por cento nos lucros do primeiro semestre e elevado sua orientação para o ano inteiro.

Os resultados do ING e BT elevaram os índices de bancos e telecomunicações em 0,9 e 2 por cento, respectivamente, levando alívio para os setores que estão entre os de pior desempenho até agora este ano na Europa e vêm sofrendo devido à fraca perspectiva de lucros.

A ASM International subiu 10,9 por cento, maior ganho diário desde 2009, depois que a empresa divulgou uma perspectiva otimista, contendo os temores de uma contração no mercado de semicondutores.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,19 por cento, a 7.114 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,28 por cento, a 11.461 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,15 por cento, a 5.085 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,71 por cento, a 19.185 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,69 por cento, a 8.954 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,32 por cento, a 5.014 pontos.

Mais Economia