ipca
0,45 Out.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Trump e Xi mostram otimismo com comércio após telefonema, mas discórdias permanecem

02/11/2018 10h46

Por Susan Heavey e Michael Martina

WASHINGTON/PEQUIM (Reuters) - Os presidentes dos Estados Unidos, Donald Trump, e da China, Xi Jinping, que conversaram por telefone na quinta-feira, expressaram otimismo a respeito da resolução de sua disputa comercial antes de uma reunião de grande importância no final de novembro na Argentina.

Mas horas depois da avaliação positiva, o Departamento de Justiça dos EUA visou outra empresa chinesa acusada de práticas injustas, como parte de uma campanha de pressão generalizada do governo Trump contra a China.

Mesmo assim os investidores saudaram a retomada do diálogo e um relato segundo o qual Trump está adotando medidas para resolver a guerra tarifária – as ações asiáticas atingiram sua maior alta em três semanas nesta sexta-feira e o dólar recuou.

Trump disse no Twitter que as discussões comerciais com Pequim estão "avançando tranquilamente" e que planeja se encontrar com Xi nos bastidores da cúpula do G20 na Argentina depois de os dois terem tido uma conversa telefônica "muito boa".

Mais tarde a Bloomberg, citando pessoas a par da questão, noticiou que Trump quer firmar um acordo comercial com a China na reunião do G20 e que depois da conversa com Xi ele pediu a autoridades para começarem a elaborar os termos possíveis.

A agência de notícias disse não estar claro se o norte-americano está suavizando as exigências que encontraram resistência dos chineses, e citou uma pessoa segundo a qual o roubo de propriedade intelectual é um ponto de atrito de um acordo em potencial.

Em comentários à mídia estatal, Xi disse esperar que a China e os EUA consigam desenvolver um relacionamento constante e saudável e que está disposto a se encontrar com Trump na Argentina.

"As delegações comerciais dos dois países deveriam intensificar o contato e realizar consultas sobre questões de interesse dos dois lados, e promover um plano que ambos possam aceitar para chegar a um consenso sobre a questão do comércio China-EUA", disse Xi à televisão estatal CCTV.

Segundo citações, depois do telefonema Xi disse que ele e Trump esperam ampliar a cooperação comercial.

Nenhum dos líderes especificou qualquer detalhe sobre um possível progresso na primeira conversa direta de que se tem conhecimento em vários meses.

Mais Economia