ipca
0,45 Out.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Draghi, do BCE, diz a ministro da Itália para manter disciplina fiscal além de regras da UE, dizem fontes

07/11/2018 10h40

Por Francesco Guarascio

BRUXELAS (Reuters) - O presidente do Banco Central Europeu (BCE) disse ao ministro das Finanças italiano em uma reunião a portas fechadas que a alta dívida da Itália requer um grau de disciplina fiscal que vai além do que é exigido pela regulamentação da UE, disseram duas fontes da União Europeia.

Mario Draghi falou em uma reunião de ministros das Finanças da zona do euro na segunda-feira, durante a qual os planos orçamentários expansionistas do governo italiano foram criticados pelos outros países do bloco por violarem as regras fiscais da UE.

No encontro, Draghi - um ex-presidente do banco central italiano - alertou que a alta dívida e o baixo crescimento da Itália exigem um nível de responsabilidade que "vai além das regras da UE", disseram duas autoridades à Reuters.

Draghi havia alertado Roma publicamente, em outubro, de que as vendas generalizadas dos títulos do governo italiano, após a disputa orçamentária com Bruxelas, poderiam afetar o capital dos bancos do país, que detêm cerca de 375 bilhões de euros dos papeis.

Um porta-voz do BCE se recusou a comentar.

O vice-presidente da Comissão Europeia para o euro, Valdis Dombrovskis, afirmou na terça-feira que o executivo da UE está avaliando possíveis processos de sanções contra a Itália se o país não mudar seu orçamento até 13 de novembro.

Os ministros de Finanças da zona do euro pressionaram a Itália a mudar seu Orçamento de 2019 antes do prazo definido para a semana que vem, confirmando que Roma está isolada no bloco em sua disputa sobre regras fiscais.

Mais Economia