ipca
0,45 Out.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

IGP-DI desacelera alta a 0,26% em outubro com queda de matérias-primas no atacado, diz FGV

07/11/2018 08h08

SÃO PAULO (Reuters) - O Índice Geral de Preços-Disponibilidade Interna (IGP-DI) passou a subir 0,26 por cento em outubro depois de ter avançado 1,79 por cento em setembro, com os preços de minério de ferro, soja e milho apresentando queda no atacado.

O resultado informado nesta quarta-feira pela Fundação Getulio Vargas (FGV) ficou abaixo da expectativa em pesquisa da Reuters de avanço de 0,43 por cento.

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA-DI), que responde por 60 por cento do indicador todo, desacelerou a alta em outubro a 0,17 por cento, de 2,54 por cento em setembro.

No IPA, as Matérias-Primas Brutas apresentaram variação negativa de 1,49 por cento, ante avanço de 3,25 por cento no mês anterior, com os preços dos itens de minério de ferro, soja e milho recuando respectivamente 1,82, 3,53 e 7,92 por cento.

Para o consumidor, a pressão em outubro ficou um pouco mais forte, uma vez que o Índice de Preços ao Consumidor (IPC-DI), que responde por 30 por cento do IGP-DI, registrou avanço de 0,48 por cento no período, contra alta de 0,45 por cento em setembro.

O destaque para o avanço da taxa do índice foi o grupo de Alimentação, que registrou alta de 0,86 por cento, de 0,16 por cento anteriormente.

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC-DI), por sua vez, subiu em outubro 0,35 por cento, de 0,23 por cento no mês anterior.

O IGP-DI é usado como referência para correções de preços e valores contratuais. Também é diretamente empregado no cálculo do Produto Interno Bruto (PIB) e das contas nacionais em geral.

(Por Stéfani Inouye)

Mais Economia