PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Governo da Colômbia avalia vender ativos, incluindo parte da Ecopetrol, diz ministro

17/01/2019 20h32

BOGOTÁ (Reuters) - O governo da Colômbia está avaliando vender algumas de suas empresas, incluindo uma parte da petroleira Ecopetrol, para financiar suas necessidades de recursos neste ano, disse nesta quinta-feira o ministro da Fazenda, Alberto Carrasquilla.

O Legislativo do país aprovou uma reforma tributária em dezembro, com a qual o governo arrecadará 7,8 trilhões de pesos (cerca de 2,5 bilhões de dólares) a mais para o Orçamento de 2019, mas o montante ainda é bem inferior aos 14 trilhões de pesos de que o governo precisaria.

Carrasquilla disse que está analisando as despesas que serão eliminadas do Orçamento e as que serão congeladas até que a venda de ativos do Estado gere recursos.

"Na Ecopetrol temos autorização para vender parte da fatia que o Estado tem na empresa, essa autorização vai até 8,9 por cento e obviamente estamos discutindo de que maneira levar esse ativo ao mercado", explicou ele a uma rádio local.

O governo colombiano detém 88,49 por cento da Ecopetrol.

Carrasquilla disse acreditar que o presidente colombiano Iván Duque está de acordo com a venda, embora ele tenha dito o contrário durante sua campanha presidencial no ano passado.

"O déficit é de uma magnitude suficientemente importante, as necessidades do país são importantes o suficiente", argumentou ele, acrescentando que o governo também poderia vender outros ativos, como empresas de geração de energia de pequeno porte e seguradoras.