PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Cotações

Bolsas dos EUA fecham em queda com temores sobre crescimento econômico em meio a guerra comercial

29/05/2019 17h19

Por Chuck Mikolajczak

NOVA YORK (Reuters) - Os mercados de ações dos Estados Unidos caíram nesta quarta-feira, com os índices S&P 500 e Nasdaq fechando pouco acima de um importante nível de suporte, conforme preocupações de que uma duradoura guerra comercial sino-americana prejudique o crescimento econômico global empurraram investidores para a segurança dos bônus soberanos.

O índice Dow Jones caiu 0,87%, a 25.126 pontos, enquanto o S&P 500 perdeu 0,69%, a 2.783 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composto recuou 0,79%, a 7.547 pontos.

As tensões comerciais entre as duas maiores economias do mundo mostraram poucos sinais de arrefecimento, com jornais chineses alertando que o país pode utilizar os metais de terras raras para contra-atacar.

As terras raras são um grupo de 17 elementos químicos utilizados em setores que vão desde eletrônicos de alta tecnologia até equipamentos militares.

Na segunda-feira, o presidente norte-americano, Donald Trump, havia dito que ainda não estava pronto para chegar a um acordo comercial com a China.

Em adição às preocupações comerciais, a chinesa Huawei protocolou um processo judicial contra o governo dos EUA no final da terça-feira, em seu mais recente movimento para lutar contra as sanções impostas por Washington.

"Isso é o comércio e os efeitos do comércio. O problema no momento é o que eu chamo de 'resultado potencial inquantificável'. Então ninguém sabe exatamente o que vai acontecer", disse Sam Stovall, estrategista-chefe de investimento da CFRA Research.

"Tudo que sabemos é que há uma retórica cada vez mais acirrada em relação ao comércio e que se não formos cuidadosos terminaremos em uma guerra comercial que definitivamente desacelerará o crescimento econômico e provavelmente nos empurrará para a recessão", completou.

Os três principais índices acionários dos EUA sofreram a quarta queda das últimas cinco sessões. O S&P 500 já está 5,5% abaixo de sua máxima recorde de fechamento alcançada em 30 de abril. Ainda assim, S&P 500 e Nasdaq conseguiram fechar acima de suas médias móveis de 200 dias, vistas como nível de suporte.

Entre os 11 principais setores do índice S&P, todos permaneceram em território negativo, com os serviços públicos registrando a pior performance.

Cotações