PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Rússia avalia prorrogação de acordo de cortes de produção com Opep, diz vice-premiê

29/05/2019 08h21

NUR-SULTAN, Cazaquistão (Reuters) - A Rússia irá considerar cuidadosamente a possibilidade de prorrogar seu acordo de corte de produção fechado junto à Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e outros produtores, disse o vice-primeiro-ministro Anton Siluanov à Reuters nesta quarta-feira.

Moscou irá pesar, em particular, o efeito positivo do acordo sobre os preços do petróleo contra as perdas de participação no mercado para empresas dos Estados Unidos, disse ele.

"Há muitos argumentos tanto a favor da extensão quanto contra ela", disse Siluanov nos bastidores de um evento no Cazaquistão.

"Claro, nós precisamos de estabilidade de preços e previsibilidade, isso é bom", disse ele. "Mas nós vemos que todos esses acordos com a Opep resultam em nossos parceiros americanos aumentando a produção de petróleo 'shale' e tomando novos mercados", acrescentou.

O ministério de Energia da Rússia e o governo determinarão sua posição sobre a prorrogação do pacto após avaliarem prós e contras e as atuais tendências do mercado, segundo Siluanov.

A Opep, a Rússia e outros produtores concordaram em reduzir a produção em 1,2 milhão de barris por dia (bpd) a partir de janeiro por seis meses para impulsionar os preços do petróleo por meio da redução dos estoques globais.

O grupo, uma aliança conhecida como Opep+, deverá se encontrar para discutir a prorrogação do pacto em Viena durante um encontro da Opep agendado para 25 e 26 de junho. O encontro, no entanto, pode ser adiado para 3 e 4 de julho, disseram fontes em 20 de maio.

(Por Olesya Astakhova; reportagem adicional de Mariya Gordeyeva e Tamara Vaal)