IPCA
0,51 Nov.2019
Topo

China cortará exportações do setor tecnológico para os EUA, diz editor de jornal pró-governo

08/06/2019 13h58

XANGAI (Reuters) - A China está se preparando para cortar a exportação de alguns produtos do setor de tecnologia para os Estados Unidos, disse neste sábado o editor-chefe do jornal chinês Global Times.

Se ativadas, as medidas serão uma retaliação de Pequim às restrições norte-americanas contra a Huawei Technologies. Washington citou motivos de segurança nacional para adotar as restrições.

Em um tuíte, o editor do jornal pró-Partido Comunista, Hu Xijin, disse que o país “está construindo um mecanismo de gerenciamento para proteger as principais tecnologias da China”.

“Esse é um grande passo para melhorar o sistema e também uma medida contra as ações dos EUA”, acrescentou. “Quando estiver efetiva, algumas exportações de tecnologia para os Estados Unidos estarão sujeitas a controles.”

Hu não citou fontes em seu tuíte. O Global Times não é um veículo oficial do Partido Comunista, mas suas visões são vistas muitas vezes como um espelho do que pensam os líderes do país.

No momento em que Hu tuitava, a agência de notícias oficial Xinhua informava que a Comissão da Reforma e do Desenvolvimento Nacional organizará um estudo para estabelecer um “sistema nacional de gerenciamento da segurança tecnológica”.

Esses anúncios vieram semanas depois de Washington ter colocado a Huawei em uma lista negra que efetivamente bane empresas norte-americanas de fornecer bens e serviços a ela.

Pouco depois, Pequim anunciou que divulgaria sua própria lista de entidades estrangeiras “não confiáveis”. O país também indicou que vai limitar sua remessa de terras-rara para os EUA.

(Reportagem de Josh Horwitz)

Economia