IPCA
0,1 Out.2019
Topo

MPF denuncia delegado da PF por esquema de propina para atrapalhar investigações

28/06/2019 14h23

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Uma organização criminosa que atuava dentro da Superintendência da Polícia Federal do Rio de Janeiro atrapalhando investigações em troca de propina foi denunciada à Justiça pelo Ministério Público Federal (MPF) por suspeita de corrupção, informou o MPF nesta sexta feira.

Entre os 11 denunciados estão um delegado, um delegado aposentado e um escrivão, além de empresários, segundo o MPF.

A quadrilha atuava para atrapalhar e retardar investigações contra empresas e pessoas em troca de recebimento de propina. O montante da pagamentos ilegais pode ter superado 5 milhões de reais, de acordo com as investigações.

“A denúncia é resultado de investigação realizada a partir de inquérito policial instaurado para apurar esquema criminoso envolvendo a solicitação de vantagens indevidas por servidores lotados no Núcleo de Repressão a Crimes Postais... para que excluíssem os nomes de empresários e de suas empresas das investigações em curso naquele núcleo”, informou o MPF em nota.

O esquema de pagamento de propina envolvia investigações de irregularidades e fraudes ocorridas no plano de saúde e no fundo de pensão do funcionários dos Correios.

A descoberta do esquema foi possível graças a acordos de delação premiada fechados com empresários que receberam pedidos de pagamento, afirmaram os procuradores.

(Por Rodrigo Viga Gaier)

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Economia