IPCA
0.01 Jun.2019
Topo

China estabelece subsídio de US$248 mi para grandes projetos de energia solar em 2019

2019-07-11T17:30:29

11/07/2019 17h30

PEQUIM (Reuters) - A China estimou os subsídios governamentais para projetos centralizados de energia solar em 2019 em 1,7 bilhão de iuanes (247,64 milhões de dólares), envolvendo uma capacidade total instalada de 22,79 gigawatts (GW), disse nesta quinta-feira a Administração Nacional de Energia (NEA, na sigla em inglês).

Um total de 3.921 projetos em 22 províncias e cidades receberam aprovações para os subsídios aplicáveis, afirmou a NEA em um comunicado.

As estações centralizadas de energia solar são matrizes de grande escala de células fotovoltaicas, ou seja, o oposto dos painéis instalados em telhados, que são menores.

O novo subsídio faz parte de um sistema de quantidades fixas de subsídios implementado neste ano pelo governo para projetos solares. A China não alocou quaisquer subsídios às estações solares centralizadas em 2018, com Pequim tentando aliviar um acúmulo de pagamentos de 120 bilhões de iuanes.

"Os projetos incluídos na lista de subsídios não irão necessariamente receber o fundo. Eles terão de completar a construção e enviar eletricidade para a rede dentro do prazo, ou serão desqualificados para o recebimento de subsídios", disse a NEA na nota.

É esperado que cerca de 50 GW de projetos solares estejam planejados para 2019, incluindo estações centralizadas, projetos em telhados e sistemas sob o programa de redução da pobreza. Destes, entre 40 GW e 45 GW devem ser concluídos e começar a gerar energia até o final deste ano.

(Reportagem de Muyu Xu e Shivani Singh)

Mais Economia