IPCA
0,1 Out.2019
Topo

Itaú BBA prevê Ibovespa a 132 mil pts no final de 2020; vê espaço para entrada de R$600 bi na bolsa

25/07/2019 11h28

(Reuters) - Estrategistas do Itaú BBA definiram o preço-alvo para o Ibovespa no final de 2020 em 132 mil pontos, em relatório a clientes nesta quinta-feira, avaliando que a bolsa brasileira está entrando em um 'bull market'.

Tal prognóstico tem como suporte a abundante liquidez global, como evidenciado pelas taxas de juros menores mundialmente, e uma agenda econômica construtiva para o Brasil, argumentou a equipe liderada por Marcos Assumpção.

Eles destacaram que a migração de capital está apenas começando e que acreditam que o Brasil está preparado para desfrutar de um período de taxas de juros excepcionalmente baixas.

"Essa tendência provavelmente terá um impacto muito positivo nas ações, já que os lucros das empresas aumentarão com a redução de despesas financeiras; o valor das empresas aumentará com menores taxas de desconto; e os investidores provavelmente reduzirão sua exposição a instrumentos tradicionais de renda fixa e busca por alternativas de retorno mais alto, como ações."

Pelas estimativas dos estrategistas, a liquidez da Bovespa pode alcançar 20 bilhões de reais se investidores de renda fixa migrarem para ações.

A equipe do Itaú BBA também calcula que se 10% dos recursos atualmente em bônus, fundos de renda fixa e poupança forem direcionados para ações isso implica um fluxo de mais de 600 bilhões de reais em ações, que é equivalente a 25% do free float do segmento Bovespa da B3.

Os estrategistas também avaliam que os fluxos serão guiados pelos participantes locais, com estrangeiros continuando a perder market share.

No relatório, eles ajustaram a carteira "Brazil Buy List", incluindo Randon e excluindo Azul. O portfólio tem ainda Banco do Brasil, Copasa, Cyrela, Multiplan, Rumo Bradesco, Kroton, Vale e Petrobras.

(Por Paula Arend Laier)

Economia