IPCA
0,1 Out.2019
Topo

Cotações


Índices europeus ampliam quedas e têm 3º dia consecutivo de perdas

Por Susan Mathew

06/08/2019 14h14

(Reuters) - Os índices acionários europeus encerraram em queda nesta terça-feira, pressionados pelas preocupações comerciais, já que o suporte de dados favoráveis da Alemanha e as medidas chinesas para estabilizar o yuan se mostraram temporários.

O índice FTSEurofirst 300 caiu 0,55%, a 1.446 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 perdeu 0,47%, a 368 pontos, depois de operar em alta de até 0,7% ao longo do pregão.

"O salto que vimos pela manhã não foi necessariamente bem fundamentado e, portanto, foi desaparecendo à medida que fomos chegando ao fim", disse o analista da City Index, Ken Odeluga.

A rápida recuperação depois de dois dias de vendas generalizadas foi estimulada pelo banco central da China, que fixou o yuan a uma taxa um pouco mais forte nesta terça-feira, acalmando temores de que Pequim usará sua moeda como nova frente em sua batalha comercial com os Estados Unidos.

Os temores sobre a guerra comercial entre os EUA e a China agitaram os mercados na segunda-feira, quando a China permitiu que o yuan se desvalorizasse para mais de 7 por dólar depois que o presidente dos EUA, Donald Trump, ameaçou na semana passada impor tarifa de 10% sobre os 300 bilhões de dólares restantes em importações chinesas.

Dados mostrando que as encomendas à indústria da Alemanha superaram as expectativas também favoreceram o sentimento no início do dia. O setor industrial estava entre os principais setores com alto desempenho antes de os mercados fecharam em queda.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,72%, a 7.171 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,78%, a 11.567 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,13%, a 5.234 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,68%, a 20.631 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,89%, a 8.699 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,37%, a 4.833 pontos.

Cotações