IPCA
0.11 Ago.2019
Topo

Governo prevê dobrar produção de gás em terra até 2030 para mais de 50 mi m³/dia

Por Marta Nogueira

No Rio de Janeiro

22/08/2019 17h22

O Brasil poderá dobrar a produção de gás natural em terra para mais de 50 milhões de metros cúbicos por dia em 10 anos, a partir de programa governamental que busca medidas de estímulo para o desenvolvimento dessa indústria, afirmou hoje o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque.

Dentre as medidas governamentais de incentivo ao setor, o ministro ressaltou a realização de leilão, em 10 de setembro, que irá oferecer 263 áreas em terra pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

"A partir do leilão, a perspectiva é de duplicação da produção de gás em 10 anos, com o gás crescendo em um ritmo maior que o do petróleo", afirmou o ministro, ao lançar em Brasília o Programa de Exploração e Produção de Petróleo e Gás Natural em Terra (Reate) 2020.

Lançado em 2017, o Reate busca criar medidas para revitalizar as atividades de exploração e produção de óleo e gás em terra no Brasil, como forma de estimular desenvolvimento local e regional, além de aumentar a competitividade dessa indústria no país.

A expectativa, segundo ele, é que haja investimentos de 40 bilhões de reais em exploração e produção em terra até 2030, permitindo um aumento de produção de 270 mil para 500 mil barris diários de óleo equivalentes no período.

Durante o lançamento do programa, o ministro também assinou portaria que aprova o projeto Parque dos Gaviões, da empresa Eneva, na Bacia do Parnaíba, Maranhão, com projeto prioritário para emissão de debêntures incentivadas.

Mais Economia