IPCA
0,1 Out.2019
Topo

Sauditas habilitam 8 frigoríficos de bovinos do Brasil para exportação, diz governo

Linha de produção do frigorífico - Pedro Ladeira/Folhapress
Linha de produção do frigorífico Imagem: Pedro Ladeira/Folhapress

11/11/2019 13h02

Resumo da notícia

  • Os sauditas habilitaram oito novos estabelecimentos para a exportação de carne bovina brasileira para a Arábia Saudita
  • A habilitação veio após visitas da ministra da Agricultura e do presidente Jair Bolsonaro à Arábia Saudita
  • Em 2018, as exportações de produtos agropecuários brasileiros para a Arábia Saudita renderam US$ 1,7 bilhão

SÃO PAULO (Reuters) - A autoridade sanitária saudita habilitou oito novos estabelecimentos para a exportação de carne bovina brasileira e seus produtos para a Arábia Saudita, informou o Ministério da Agricultura brasileiro nesta segunda-feira.

A habilitação veio após visita da ministra da Agricultura, Tereza Cristina, aos sauditas em setembro e depois de o presidente Jair Bolsonaro passar pelo país em outubro.

Segundo nota do ministério, foram habilitados: Frigorífico Fortefrigo; Frigorífico Better Beef; Rio Grande Comércio de Carnes Ltda; Plena Alimentos; Indústria e Comércio de Alimentos Supremo; Frigol; Maxi Beef Alimentos do Brasil; e Distriboi - Indústria, Comércio e Transporte de Carne Bovina.

"Isso faz parte de toda a abertura que o Ministério da Agricultura vem fazendo juntamente com o governo federal", disse a ministra em nota.

Em 2018, as exportações de produtos agropecuários brasileiros para a Arábia Saudita renderam US$ 1,7 bilhão, segundo nota do ministério.

A carne de frango representou 47,4% do valor vendido. Os principais produtos exportados, além da proteína de aves, são açúcar, carne bovina (in natura), soja (grão e farelo), milho, açúcar refinado e café (solúvel e verde).

Aprenda a fazer hambúrguer de proteína de soja

UOL Comidas e Bebidas

Economia