IPCA
0,51 Nov.2019
Topo

Via Varejo afasta alegações de irregularidades contábeis

A Via Varejo é responsável pelas redes de lojas das Casas Bahia e do Pontofrio, além de administrar o Extra.com.br - Divulgação
A Via Varejo é responsável pelas redes de lojas das Casas Bahia e do Pontofrio, além de administrar o Extra.com.br Imagem: Divulgação

13/11/2019 13h03

SÃO PAULO (Reuters) - A Via Varejo informou nesta quarta-feira que recebeu denúncias anônimas de irregularidades na contabilidade da rede de móveis e eletrodomésticos, mas que investigações preliminares não confirmaram as alegações, o que não impediu que as ações da companhia desabassem na Bolsa.

A companhia afirmou que as denúncias foram recebidas entre o final de setembro e início de outubro e que montou um comitê de investigação para apurá-las.

"Como resultado dos trabalhos da primeira fase, não foram confirmadas as alegações de irregularidades contábeis contidas nas denúncias, sendo que a segunda fase da investigação ainda se encontra em andamento", afirmou a Via Varejo, que passou ao controle da família Klein há cerca de cinco meses.

As ações da Via Varejo que recuavam cerca de 1% antes do anúncio e os negócios com o papel foram suspensos pouco antes da divulgação do fato relevante, reabrindo em forte queda. Às 13h00, os papéis recuavam 5%.

No fato relevante, a Via Varejo afirmou que concluiu preliminarmente que "não existem efeitos materiais às informações trimestrais" que a companhia vai divulgar ainda nesta quarta-feira "em decorrência do apurado até o momento no âmbito da investigação".

(Por Alberto Alerigi Jr.)

Economia