IPCA
0,51 Nov.2019
Topo

China corta taxa de financiamento de curto prazo pela 1ª vez desde 2015

18/11/2019 07h30

Por Winni Zhou e Andrew Galbraith

XANGAI (Reuters) - O banco central da China cortou inesperadamente uma importante taxa de empréstimo nesta segunda-feira, primeira redução em mais de quatro anos e um sinal aos mercados de que as autoridades estão prontas para agir para sustentar o crescimento.

O Banco do Povo da China informou em seu site que vai reduzir a taxa de recompra reversa de sete dias para 2,50%, de 2,55%.

A medida animou os mercados de títulos da China e foi tomada apenas duas semanas depois de o banco central reduzir seu custo de empréstimos sobre o instrumento de empréstimo de médio prazo (MLF), usado por bancos para necessidades de financiamento de longo prazo, pela mesma margem.

Ambos os cortes levantam a probabilidade de que o banco central irá cortar sua nova taxa primária referencial de empréstimo (LPR), na qual muitos credores baseiam suas taxas de hipoteca, nesta semana em uma tentativa de liberar fundos para partes da economia carentes de crédito.

Analistas dizem que o corte inesperado nesta segunda-feira também mostra que o banco central está disposto a aliviar as preocupações dos investidores de que uma inflação mais alta no varejo o impedirá de adotar novas medidas de estímulo.

Zhou Hao, economista do Commerzbank, disse que o corte da taxa de recompra reversa indica uma mudança nos próximos meses, incluindo "algum ajuste fino para priorizar a política pró-crescimento por enquanto".

O crescimento da segunda maior economia do mundo desacelerou para o ritmo mais lento em quase três décadas e dados recentes continuam a indicar enfraquecimento.

Economia