PUBLICIDADE
IPCA
0,26 Jun.2020
Topo

Nasdaq supera 9.000 pontos com impulso dado por Amazon e otimismo comercial

Lewis Krauskopf

26/12/2019 18h16Atualizada em 26/12/2019 19h08

NOVA YORK (Reuters) - O Nasdaq superou os 9.000 pontos pela primeira vez nesta quinta-feira (26) e os três principais índices de Wall Street fecharam com máximas recordes, impulsionados pelo otimismo sobre as relações comerciais entre Estados Unidos e China e pelos ganhos com as ações da Amazon.com, após robustas vendas de fim de ano.

O Dow Jones subiu 0,37%, para 28.621 pontos. O S&P 500 teve alta de 0,51%, para 3.239 pontos. E o Nasdaq avançou 0,78%, para 9.022 pontos.

Operadores voltaram do feriado de Natal para digerir comentários de Pequim sobre estreitos contatos com Washington acerca de um acordo comercial inicial, logo após o presidente dos EUA, Donald Trump, ter dito que haverá uma cerimônia de assinatura do recente acordo comercial de Fase 1.

O esfriamento das tensões comerciais EUA-China alimentou o mais recente rali em Wall Street. Com apenas alguns dias para o final do ano, o S&P 500 subiu 29% até agora em 2019, maior ganho percentual anual desde 2013.

O Nasdaq registrou recorde de alta num fechamento pela 10ª sessão consecutiva, na maior sequência do tipo desde 1997.

"Você teve muito mais clareza sobre certas coisas que preocuparam o mercado o ano todo", disse Carol Schleif, vice-diretora de investimentos do Abbot Downing.

Amazon salta 4,4%

As ações da Amazon saltaram 4,4% após um relatório da Mastercard mostrar que consumidores norte-americanos gastaram mais online durante a temporada de compras natalinas do que em 2018, com as vendas pelo e-commerce atingindo um recorde.

"A parte importante é que as vendas online foram muito mais fortes do que o esperado. Em lojas físicas, ficaram abaixo do esperado, então as vendas online e principalmente a Amazon salvaram o dia", disse John Conlon, diretor de estratégia de ações da People's United Advisors.

Economia