PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Pedidos semanais de auxílio-desemprego nos EUA recuam

09/01/2020 10h46

WASHINGTON (Reuters) - As novas solicitações de auxílio-desemprego nos Estados Unidos caíram mais do que o esperado na semana passada, mas o mercado de trabalho parece estar esfriando.

Os pedidos iniciais de auxílio-desemprego caíram em 9 mil, para 214 mil com ajuste sazonal na semana encerrada em 4 de janeiro, informou o Departamento do Trabalho dos EUA nesta quinta-feira.

O quarto declínio semanal consecutivo levou as reivindicações a quase recuperarem o salto observado no início de dezembro, atribuído a Dia de Ação de Graças em uma data mais tarde do que o normal.

Economistas consultados pela Reuters previam que as reivindicações diminuiriam para 220 mil na última semana. O Departamento do Trabalho disse que apenas as reivindicações para Porto Rico foram estimadas na semana passada.

Os dados de pedido de auxílio foram voláteis no final de 2019, com as solicitações caindo para 203 mil no final de novembro e disparando a 252 mil no início de dezembro.

Mas o mercado de trabalho parece estar perdendo força. O relatório desta quinta-feira também mostrou que o número de pessoas recebendo o benefício após uma semana inicial saltou 75 mil, para 1,80 milhão na semana encerrada em 28 de dezembro, maior aumento desde novembro de 2015.