PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Ações do Morgan Stanley disparam após lucro acima do esperado e metas maiores

16/01/2020 13h13

(Reuters) - O Morgan Stanley elevou nesta quinta-feira suas metas de desempenho, após superar amplamente as estimativas de Wall Street, no mais recente sinal de que o plano do presidente-executivo, James Gorman, para o banco está dando certo.

O Morgan Stanley estabeleceu um padrão mais alto para controles de despesas, retornos sobre patrimônio e lucros da área de gestão de fortunas nos próximos dois anos e além.

A ação do banco subia mais de 7% por volta de 13h (horário de Brasília).

O Morgan Stanley agora tem como meta um índice de eficiência de 70% a 72% nos próximos dois anos e abaixo de 70% no longo prazo. O indicador, que mede os custos em relação à receita, é monitorada de perto por investidores.

O Morgan Stanley cumpriu sua meta anterior de 73% ou menos.

O Morgan Stanley agora pretende ter retorno sobre o patrimônio de 13% a 15% até 2022 e de 15% a 17% após isso. O banco atingiu a meta anterior de 10% a 13%.

O banco agora mira uma margem de lucro, antes de impostos, de 28% a 30% em sua unidade de gestão de fortunas nos próximos dois anos e 30% ou mais depois disso. Ele alcançou confortavelmente sua meta de margem anterior de 26% a 28%.

Na conferência, analistas questionaram as suposições por trás desses números, perguntando o que poderá acontecer se os mercados tiverem um colapso. Enquanto isso, Mike Mayo, do Wells Fargo - que pressionou repetidamente a administração a aumentar metas - perguntou por que elas não são mais altas.

Gorman lembrou de uma época em que os analistas acreditavam que o Morgan Stanley atingiria metas muito mais baixas que ele havia estabelecido, quando seu ROE era de apenas de 2% a 4% e sua margem de gestão de fortunas era de apenas 10%. Ele as comparou com crianças no banco traseiro de um carro, perguntando: "Quando vamos chegar lá?"

O Morgan Stanley anunciou as novas metas depois de divulgar o lucro do quarto trimestre acima das estimativas, o que mostrou a maioria de seus negócios tendo sucesso.

No acumulado do ano, seu índice de eficiência foi de 73%, o retorno sobre o patrimônio foi de 11,7% e o negócio gestão de fortunas gerou uma margem antes de impostos de 27,2%.

No quarto trimestre, o lucro do Morgan Stanley saltou 46%, para 2,09 bilhões de dólares, ou 1,30 dólar por ação, de 1,36 bilhão, ou 0,80 dólar por ação, um ano antes.

Analistas esperavam lucro de 0,99 dólar por ação, de acordo com dados da Refinitiv.

A receita líquida do banco aumentou 27%, para 10,9 bilhões de dólares.

A receita de gestão de investimentos quase dobrou, para 1,36 bilhão de dólares, com a receita líquida geral subindo 27%, para 10,86 bilhões de dólares.

(Por Abhishek Manikandan em Bangalore e Elizabeth Dilts)