PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Wall St faz pausa em rali em meio a surto de vírus na China e temores sobre crescimento

21/01/2020 13h18

Por Sruthi Shankar

(Reuters) - Os principais índices acionários dos Estados Unidos caíam nesta terça-feira, com as preocupações sobre as consequências do surto de um vírus mortal na China e uma perspectiva sombria de crescimento do FMI interrompendo um rali recorde em Wall Street.

Os desenvolvimentos azedaram o humor dos investidores norte-americanos que retornavam de um fim de semana prolongado por um feriado. Dados fortes, a assinatura da fase 1 do acordo comercial EUA-China e o início otimista da temporada de balanços do quarto trimestre haviam levado os principais índices para novas máximas na sexta-feira.

Autoridades chinesas confirmaram nesta terça-feira que o novo surto de coronavírus levou seis vidas e que pode ser transmitido entre humanos, alimentando o medo de uma pandemia global e revivendo as memórias da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS) -outro surto de coronavírus que matou quase 800 pessoas em 2002 e 2003.

Com a propagação do vírus antes do feriado do Ano Novo Chinês, as ações de viagens, incluindo Delta Air Lines, United Airlines Holdings e American Airlines caíam entre 1,5% e 2,6%.

Às 13:14 (horário de Brasília), o índice Dow Jones caía 0,23%, a 29.281 pontos, enquanto o S&P 500 perdia 0,276908%, a 3.320 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq recuava 0,19%, a 9.371 pontos.