PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Perspectiva sombria para serviços derruba sentimento empresarial da Alemanha

27/01/2020 09h18

Por Michael Nienaber

BERLIM (Reuters) - A moral empresarial na Alemanha deteriorou-se inesperadamente em janeiro, à medida que as perspectivas para os serviços pioraram, mostrou uma pesquisa nesta segunda-feira, sugerindo que a maior economia da Europa teve um início lento em 2020, depois de evitar por pouco uma recessão no ano passado.

O instituto Ifo disse que seu índice de clima de negócios caiu de 96,3 para 95,9 em janeiro. A leitura de janeiro contrariou a expectativa em pesquisa da Reuters de aumento para 97,0.

"A economia alemã está começando o ano com cautela", disse o presidente do Ifo, Clemens Fuest, acrescentando que as empresas se tornaram mais pessimistas em relação às perspectivas, enquanto a avaliação da situação atual melhorou um pouco.

A confiança das empresas no setor de serviços caiu notavelmente e o clima entre os gerentes de construção também esfriou. Mas o setor manufatureiro em dificuldades mostrou sinais de recuperação.

"O grande ponto positivo é a indústria", disse à Reuters o economista Klaus Wohlrabe, do Ifo, acrescentando que a incerteza nos negócios no setor foi reduzida pela clareza do Brexit e pelo acordo parcial alcançado no conflito comercial entre Estados Unidos e China.

Andrew Kenningham, da Oxford Economics, disse que os números do Ifo sugerem que uma melhoria no setor manufatureiro orientado para a exportação da Alemanha será parcialmente compensada por um enfraquecimento gradual da demanda doméstica.

"De fato, acreditamos que a economia continuará a crescer em um ritmo muito anêmico no primeiro semestre deste ano", disse.

Espera-se que o crescimento do emprego e dos salários diminua este ano, à medida que a poderosa indústria automobilística luta contra a demanda externa mais fraca, regulamentação mais rígida e uma mudança em direção aos carros eletrônicos.