PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Rússia está pronta para antecipar reunião da Opep+ devido ao coronavírus

31/01/2020 17h17

MOSCOU (Reuters) - A Rússia está pronta para antecipar para fevereiro uma reunião entre a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e aliados marcada para março, visando abordar um possível impacto do coronavírus sobre o mercado global da commodity, disse nesta sexta-feira o ministro de Energia russo.

Alexander Novak afirmou que está em discussões com a Arábia Saudita, líder da Opep, mas acrescentou que as nações produtoras de petróleo precisam de mais tempo para monitorar o impacto e decidir a data do encontro.

Segundo analistas e operadores, o surto de coronavírus na China pode reduzir a demanda por petróleo em mais de 250 mil barris por dia (bpd) no primeiro trimestre deste ano, e pressionar ainda mais os preços do produto, já afetados pelo excesso de oferta.

"Nós podemos nos reunir antes, não é nenhum problema", disse Novak, segundo a agência de notícias russa RIA.

"Nós já discutimos isso várias vezes com o ministro (de Energia) saudita... Ontem, conversamos por uma hora; hoje, por meia hora. Nós estamos discutindo isso de forma muito séria", acrescentou Novak, de acordo com a Interfax.

"A princípio, estamos prontos para reagir rapidamente a essas coisas. Precisamos avaliar a situação e continuar monitorando por mais alguns dias", declarou ele, novamente segundo a Interfax.

Novak disse também que ainda é cedo para afirmar se a Rússia está preparada para aprofundar os cortes de produção.

A Opep+, que inclui os países membros do cartel e aliados, incluindo a Rússia, tem reduzido a oferta de petróleo para apoiar os preços. Em dezembro, o grupo concordou com um corte de produção de 1,7 milhão de bpd até o final de março.

A próxima reunião está marcada para os dias 5 e 6 de março.

(Por Maria Tsvetkova e Alexander Marrow)