PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Minério de ferro na China sobe após corte de tarifas sobre importações dos EUA

06/02/2020 08h07

Por Enrico Dela Cruz

MANILA (Reuters) - Os futuros do minério de ferro na China recuperaram-se nesta quinta-feira de três dias seguidos de queda, após o governo chinês ter anunciado cortes de tarifas sobre importações de uma série de produtos dos Estados Unidos, o que trouxe algum alívio aos mercados financeiros, fortemente impactados pela disseminação do coronavírus no país.

O contrato mais ativo do minério de ferro na bolsa de Dalian encerrou em alta de 0,9%, a 590 iuanes (84,64 dólares por tonelada), devolvendo perdas iniciais. Na bolsa de Cingapura, o primeiro contrato, para abril, subiu 1,1%, para 79,40 dólares por tonelada.

O minério de ferro em Dalian havia recuado 11,3% entre segunda e quarta-feira, por preocupações com a demanda na China, principal importadora, em meio à epidemia do coronavírus no país.

"O surto de coronavírus vai prejudicar o crescimento econômico da China neste ano, mas a escala desse impacto segue incerta e dependerá de sua duração e intensidade", disse a Fitch Ratings.

Embora houvessem expectativas gerais de uma normalização dos preços neste ano, depois de um salto em 2019 devido a preocupações com um aperto na oferta do material, a queda das cotações nesta semana foi a maior em seis meses.

A epidemia do coronavírus já matou 563 pessoas na China e gerou restrições ao movimento de pessoas e ao transporte, prejudicando muitos negócios.

A China disse que irá cortar pela metade tarifas adicionais fixadas sobre 1.717 produtos norte-americanos no ano passado, após um acordo comercial de fase 1 com os EUA que trouxe uma trégua para uma disputa tarifária entre os países.

No aço, o contrato mais negociado do vergalhão na bolsa de Xangai ficou praticamente estável, com alta de 0,1%.

PUBLICIDADE