PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Ações europeias fecham em queda nesta 6ª, mas concluem melhor semana desde 2018

07/02/2020 15h22

Por Sruthi Shankar

(Reuters) - As ações europeias fecharam em queda nesta sexta-feira, tomando distância de máximas recordes alcançadas recentemente, com fracos balanços e preocupações com danos econômicos causados ​​pelo surto de coronavírus interrompendo um forte rali nos mercados acionários esta semana.

O índice pan-europeu STOXX 600 caiu 0,26%, quebrando uma série de quatro dias de altas, à medida que o número de mortes pelo vírus semelhante à gripe aumentou para 636 e várias outras empresas suspenderam suas operações no país.

O Burberry Group disse que o surto estava atingindo a demanda por luxo na China e em Hong Kong, um mercado importante para a marca de moda britânica. Suas ações caíram marginalmente.

Setores expostos à China --como materiais básicos, de luxo e automotivo, que têm sofrido nas últimas duas semanas por temores de vírus-- sofreram as maiores quedas no dia.

No entanto, as perdas desta sexta-feira não impediram que o STOXX 600 registrasse seu melhor ganho semanal desde novembro de 2018, com valorização de 3,32%, depois que as tentativas da China no início desta semana de limitar as consequências do surto tranquilizaram os investidores.

"Já tendo se recuperado bastante nesta semana, seria difícil puxar as ações mais para cima perto do fim de semana, especialmente devido à incerteza em torno do coronavírus na China", disse em nota Chris Beauchamp, analista de mercado do IG.

O índice FTSEurofirst 300 fechou em queda de 0,25%, a 1.657 pontos.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,51%, a 7.466 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,45%, a 13.513 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,14%, a 6.029 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,05%, a 24.478 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,00%, a 9.811 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,05%, a 5.289 pontos.

PUBLICIDADE