PUBLICIDADE
IPCA
1,16 Set.2021
Topo

Lucro de empresas dos EUA deve estagnar em 2020 com efeito coronavírus, diz Goldman Sachs

27/02/2020 13h41

Por Shreyashi Sanyal

(Reuters) - Empresas dos Estados Unidos verão seus lucros estagnarem em 2020 devido à disseminação do coronavírus, previu o Goldman Sachs nesta quinta-feira, cortando projeções de lucro para este ano.

Em nota a clientes, o banco reduziu sua estimativa de lucro por ação para as empresas S&P 500 neste ano, o que implica que os lucros ficarão inalterados em relação a 2019.

Para comparação, a pesquisa mais ampla da Refinitiv com analistas das principais corretoras aponta aumento de 7,7% do lucro neste ano.

O Goldman disse que a revisão reflete um severo declínio na atividade econômica chinesa no primeiro trimestre, na menor demanda por exportadores dos EUA, nas interrupções na cadeia de fornecimento e desaceleração na atividade econômica doméstica.

"Assumimos que o crescimento econômico diminua acentuadamente durante o primeiro semestre, mas se recupera no segundo semestre e em 2021", disseram analistas do Goldman.

No entanto, eles acrescentaram que uma pandemia mais grave pode levar a uma interrupção prolongada e a recessão nos EUA.

O Goldman espera que o índice S&P 500 seja negociado na faixa de 2.900 pontos no curto prazo, 14,4% abaixo do recorde atingido em 19 de fevereiro, supondo que o rendimento dos títulos do Tesouro dos EUA de 10 anos caia para 1%.

O S&P 500 recuou mais de 10% desde quarta-feira da semana passada, com o índice a caminho da pior queda semanal desde a crise financeira de novembro de 2008.

No início do dia, o Bank of America reduziu sua previsão de crescimento mundial para o nível mais baixo desde o ápice da crise financeira global, em 2009.

PUBLICIDADE