PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Exportação de minério de ferro do Brasil tem menor volume mensal desde abril de 2019

02/03/2020 17h50

SÃO PAULO (Reuters) - A exportação de minério de ferro do Brasil em fevereiro somou 22,1 milhões de toneladas, queda de 23,6% na comparação anual, o que levou os volumes embarcados aos menores níveis desde abril de 2019 (18,7 milhões), de acordo com dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), divulgados nesta segunda-feira.

Em relação a janeiro, a queda na exportação foi de 17,5%, após a gigante Vale ter anunciado no mês passado que sua produção no primeiro trimestre ficará menor que o esperado, devido principalmente a questões operacionais na mina de Brucutu, sua maior produtora de Minas Gerais.

A exportação brasileira sofre, na comparação anual, com as restrições decorrentes do desastre com a barragem de Brumadinho (MG), em janeiro de 2019. Em fevereiro do ano passado, os embarques da Vale ainda estavam fortes, não refletindo a redução na produção.

Também pressionou a exportação mensal o menor número de dias úteis, de acordo com os dados da Secex. Fevereiro de 2020 teve 18 dias úteis, enquanto no ano passado foram 20, e em janeiro, 22.

Pela média diária, entretanto, as exportações em fevereiro ficaram 15% abaixo do mesmo período do ano passado, ainda que tenham ficado cerca de 10 mil toneladas acima de janeiro.

O preço médio do minério vendido pelo país em fevereiro somou 68,50 dólares por tonelada (base FOB) --o que resultou em exportações avaliadas em 1,5 bilhão de dólares. A cotação média supera os 53,2 dólares por tonelada no mesmo mês de 2019 e os 65 dólares por tonelada em janeiro, apontou ainda a Secex.

Os futuros do minério de ferro na China atingiram o limite diário de alta nesta segunda-feira, à medida que estoques em queda nos portos indicaram que as usinas siderúrgicas têm aumentado o apetite pelo material e com o crescimento de expectativas de que a China divulgue novas medidas de estímulo à sua paralisada economia.

O minério de ferro negociado na bolsa de commodities de Dalian fechou com ganhos de 5,8%, a 653 iuanes (93,70 dólares), após ter tocado o limite diário de alta de 6% pouco antes do fechamento. Já o preço do minério no mercado spot, posto na China, fechou 88 dólares/tonelada nesta segunda-feira.

PETRÓLEO

Os embarques de petróleo, por sua vez, terminaram o mês em cerca de 6 milhões de toneladas, ante 4,3 milhões de janeiro e 3,8 milhões em fevereiro do ano passado.

O aumento no mês já havia sido apurado em dados da semana passada, que apontaram o crescimento antes mesmo do final de fevereiro, apesar das preocupações queda da demanda devido ao surto de coronavírus.

No mês passado, executivos da Petrobras informaram que a empresa tem sentido os impactos nos preços de venda do seu petróleo, no primeiro trimestre do ano, mas que não identificou efeitos na demanda por seu produto, uma vez que todas as cargas que estavam previstas estão embarcando normalmente.

O preço médio do petróleo exportado pelo Brasil em fevereiro somou 362,3 dólares por tonelada, queda de 7,3% ante o mesmo mês inteiro de 2019. Na comparação com janeiro, entretanto, o valor subiu 8,2%.

(Por Roberto Samora)