PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

JSL diz que pedirá suspensão de prazo de análise do IPO da Vamos por 180 dias

17/03/2020 09h41

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - A empresa de logística JSL comunicou que pedirá nesta terça-feira à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) interrupção de prazo de análise da oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) de sua subsidiária Vamos pelo período de 180 dias, citando as "atuais condições de mercado".

O IPO da locadora de veículos pesados, previsto para ser precificado em 25 de março, contemplava oferta primária -papéis novos, cujos recursos vão para o caixa da companhia- de 36,666 milhões de ações, além de outras 19,4 milhões da oferta secundária --títulos detidos por atuais sócios da empresa.

A empresa também teria a opção de vender um lote adicional de até 11,2 milhões de ações e outra tranche suplementar de até 8,41 milhões de ações, alternativa em geral usada para atender casos em que há excesso de demanda do mercado.

A oferta poderia chegar a até 1,5 bilhão de reais, levando em conta o preço máximo da faixa de preço estimada pelos coordenadores da oferta, de 15 a 20,20 reais por ação, e a venda integral, inclusive os lotes adicional e suplementar.

(com reportagem adicional de Aluísio Alves)