PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Fed está trabalhando para reforçar crédito durante recessão "autoimposta", diz Kaplan

27/03/2020 09h57

Por Ann Saphir

(Reuters) - Uma série de programas do banco central dos Estados Unidos e um pacote de resgate de 2 trilhões de dólares em fase de aprovação no Congresso visam proporcionar alívio durante uma recessão "autoimposta" para que, "quando o vírus for derrotado, possamos caminhar, correr, e então fugir disso", disse o presidente do Federal Reserve de Dallas, Robert Kaplan, nesta sexta-feira.

Mas esse caminho para a recuperação pode ser difícil, alertou em uma entrevista à Bloomberg TV.

Kaplan afirmou esperar que o PIB caia acentuadamente no próximo trimestre e que o desemprego suba para os mais jovens, antes de cair para 7% a 8% até o final do ano. Isso é quase o dobro da taxa de desemprego antes do surto do vírus e pode significar milhões de norte-americanos desempregados por longos períodos.

Algumas pequenas empresas podem fechar e as grandes podem precisar ser redimensionadas, disse Kaplan. Enquanto isso, os consumidores provavelmente sairão desse período mais cautelosos e menos inclinados a gastar dinheiro, completou ele.

Por enquanto, ele disse, as pequenas empresas podem ter a expectativa de pegar dinheiro emprestado do Fed "muito rapidamente" sob um novo programa que visa apoiar companhias afetadas pela pandemia de coronavírus.

Sob o novo programa de empréstimos à Main Street (economia real), o Fed provavelmente fornecerá suporte de crédito aos bancos comerciais para que eles possam emprestar para pequenas empresas, afirmou Kaplan. "Pode ter certeza de que estamos trabalhando furiosamente aqui no Fed para colocar isso em prática e elaborando detalhes. E você pode ter a confiança de que faremos isso", disse ele.

O programa é um dos vários que o Fed lançou ou planeja lançar para manter o crédito em movimento e os mercados financeiros funcionando, enquanto grande parte da economia dos EUA segue fechada para diminuir a propagação do vírus.