PUBLICIDADE
IPCA
-0,31 Abr.2020
Topo

Alcolumbre retoma atividades após por coronavírus e diz que Congresso não irá parar

02/04/2020 18h29

BRASÍLIA (Reuters) - Ao reassumir o comando do Legislativo após período de isolamento e recuperação por ter contraído o coronavírus, o presidente do Senado e do Congresso Nacional, Davi Alcolumbre (DEM-AP), afirmou que o Parlamento não vai parar e fará todo o esforço para dar as condições ao governo para enfrentar a crise da Covid-19.

Em seu perfil no Twitter, o senador argumentou que o momento exige "união, esforço e solidariedade" e afirmou que o Congresso está aberto ao diálogo.

"O Parlamento não vai parar. Garantimos os recursos financeiros para o pagamento emergencial de 600 reais para os trabalhadores, assim como garantiremos autorização legislativa para que o governo faça o que tem de ser feito", publicou o parlamentar na rede social.

"Posso dizer por experiência própria que o risco representado pelo coronavirus é sério e é real. As ações do Estado brasileiro devem estar focadas em encontrar soluções imediatas", tuitou.

Pouco antes, a assessoria da presidência do Senado havia divulgado um pronunciamento em vídeo em que Alcolumbre aproveita para cumprimentar os profissionais de saúde e defender a atuação do Congresso no combate à crise do coronavírus.

"O Congresso Brasileiro tem se dedicado e trabalhado muito para aprovar matérias importantes para dar tranquilidade jurídica para o governo, inclusive, e para a sociedade, para garantir os empregos, mas para garantir a vida das pessoas", afirmou o chefe do Legislativo no vídeo.

O senador também ressaltou, no pronunciamento, que o Parlamento está sempre aberto ao diálogo para uma solução conjunta para a crise do coronavírus.

Alcolumbre alertou ainda para a necessidade de cumprimento das recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde. Ambos posicionam-se favoráveis ao isolamento social como medida de contenção da doença, mas a restrição à circulação das pessoas decretada por prefeitos e governadores tem sido criticada pelo presidente Jair Bolsonaro, principalmente em postagens nas redes sociais.

"Outra coisa importante é lembrarmos que as decisões de governadores e prefeitos de ficarmos em isolamento social, ela é fundamental para contermos o avanço (do coronavírus) e não colapsarmos o sistema de saúde do Brasil neste momento", defende Alcolumbre, no pronunciamento encerrado com um "fique em casa".

Segundo nota da assessoria de imprensa da presidência do Senado Alcolumbre realizou dois novos testes, com resultados negativos para Covid-19.

"Eu passei os 14 dias em isolamento domiciliar em virtude de ter contraído o coronavírus e acabei de receber a prova e a contraprova do exame dando negativo para o coronavírus", disse o presidente no pronunciamento.

(Reportagem de Maria Carolina Marcello)

Economia