PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

Wall St cai com dados econômicos e balanços bancários sombrios

15/04/2020 11h50

Por Medha Singh

(Reuters) - Os principais índices de Wall Street recuavam com força nesta quarta-feira, com uma queda recorde nas vendas no varejo norte-americano e relatórios de resultados do primeiro trimestre dando peso a previsões da maior queda econômica desde a Grande Depressão.

As vendas no varejo dos EUA caíram 8,7% em março, levando os gastos do consumidor para o seu pior declínio em décadas, enquanto uma pesquisa separada mostrou que a atividade manufatureira do Estado de Nova York caiu em abril para a mínima da série histórica.

O Bank of America, Goldman Sachs Group e o Citigroup cediam entre 2,2% e 4,6% depois que se juntaram ao JPMorgan e ao Wells Fargo ao reservar bilhões de dólares para cobrir possíveis perdas com empréstimos associadas à pandemia de coronavírus.

O setor bancário operava em queda de 5,2%, caindo pelo terceiro dia consecutivo.

"Os investidores precisam de um estômago forte para continuar com suas ações em meio a alguns balanços ruins nos próximos dias, semanas e meses", disse David Trainer, diretor executivo da empresa de pesquisa de investimentos New Constructs.

"Os balanços e o coronavírus estão fortemente interligados e, quanto mais progresso houver contra o coronavírus, mais cedo a atividade econômica será retomada e os ganhos se recuperarão."

Às 11:49 (horário de Brasília), o índice Dow Jones caía 2,56%, a 23.336 pontos, enquanto o S&P 500 perdia 2,725522%, a 2.768 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq recuava 1,96%, a 8.348 pontos.