PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Cotações

Crise por coronavírus leva preços do petróleo ao menor nível neste século

Tanques para armazenamento de petróleo no centro de distribuição de Cushing, Oklahoma (EUA) - Nick Oxford
Tanques para armazenamento de petróleo no centro de distribuição de Cushing, Oklahoma (EUA) Imagem: Nick Oxford

22/04/2020 09h35

Os preços do petróleo chegaram a desabar para menos de 16 dólares por barril nesta quarta-feira, tocando o menor nível desde 1999, com o mercado inundado por excesso de oferta como resultado das consequências econômicas do coronavírus, que destruiu a demanda por combustíveis.

A sobreoferta tem crescido desde que a Opep+, liderada por Arábia Saudita e Rússia, falhou em prorrogar cortes de produção no mês passado. A Opep+ chegou a um acordo para novos cortes neste mês, mas medidas de isolamento de governos para conter a pandemia cortaram ainda mais a demanda.

O petróleo Brent recuava 0,05 dólar, ou 0,26%, a 19,28 dólares por barril, às 8:48 (horário de Brasília).

O petróleo dos Estados Unidos caía 0,61 dólar, ou 5,27%, a 10,96 dólares por barril.

Mais cedo, o Brent tocou 15,98 dólares por barril, menor nível desde junho de 1999. Na véspera, ele havia perdido 24%.

"O mercado de petróleo está profundamente encrencado e é pouco provável que saia desse mal-estar no curto prazo", disse Stephen Brennock, da corretora PVM. "A demanda está baixa, a oferta está elevada e os estoques estão cheios."

O mercado de petróleo passou nesta semana por alguns dos momentos mais selvagens da história das negociações — o contrato mais próximo do vencimento nos EUA caiu para território negativo pela primeira vez em todos os tempos na segunda-feira.

"Estejam preparados para mais surpresas nesse mercado quebrado do petróleo", disse o chefe de mercados de petróleo da Rystad Energy, Bjornar Tonhaugen.

O Brent chegou agora a níveis tão baixos quanto vistos quando a Opep também lutava contra um excesso no mercado e havia preocupação entre empresas e consumidores — na época dos temores relacionados ao "bug do milênio", que poderia afetar computadores na virada do século.

Cotações