PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

S&P 500 ganha com esperanças de flexibilização de isolamento; Boeing e Intel pressionam Dow

24/04/2020 12h05

Por C Nivedita e Shreyashi Sanyal

(Reuters) - O índice S&P 500 subia em negociações agitadas nesta sexta-feira, à medida que alguns Estados norte-americanos se preparavam para relaxar restrições impostas para conter o surto de coronavírus, mas declínios na Intel e na Boeing pesavam sobre o Dow Jones.

A Boeing cedia 4,3% depois de notícia de que a fabricante de aviões planeja reduzir a produção do 787 Dreamliner pela metade, enquanto a fabricante de chips Intel recuava 3,1% depois de prever o lucro do segundo trimestre abaixo das estimativas e dizer que não pode emitir uma perspectiva para o ano inteiro.

Seis dos 11 índices de setores do S&P 500 estavam sendo negociados em alta, mas o índice de energia perdia 0,1% com os preços do petróleo caminhando para sua terceira perda semanal consecutiva após um colapso histórico na segunda-feira.

Do Tennessee e Texas a Ohio e Montana, os governadores norte-americanos anunciaram planos para permitir rapidamente o retorno aos negócios para alguns locais de trabalho, em meio a sinais de que a pandemia está chegando a seu pico em algumas das partes mais atingidas do país.

"Passamos do pico e, lenta mas seguramente, todos os Estados que não tiveram grandes casos serão reabertos gradualmente, e o mercado está tomando isso como um sinal de que a demanda voltará", disse Thomas Hayes, gerente membro da Great Hill Capital LLC.

Às 12:05 (horário de Brasília), o índice Dow Jones caía 0,24%, a 23.459 pontos, enquanto o S&P 500 ganhava 0,276289%, a 2.806 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançava 0,31%, a 8.521 pontos.