PUBLICIDADE
IPCA
0,26 Jun.2020
Topo

Francesa EDF tem aval para compra de projetos eólicos no Nordeste do Brasil

27/05/2020 09h17

Por Luciano Costa

SÃO PAULO (Reuters) - A elétrica francesa EDF recebeu aval do órgão brasileiro de defesa da concorrência para transação que envolve a compra de direitos sobre um projeto de geração eólica na Paraíba, em negócio fechado com a local PEC Energia, do grupo Engeform.

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou a operação sem restrições, segundo despacho publicado no Diário Oficial da União desta quarta-feira e parecer do órgão, que não cita os valores do negócio.

O acordo envolve projetos em desenvolvimento, ainda não operacionais, que formariam um complexo com capacidade instalada de 600 megawattts. A construção de um empreendimento desse porte demandaria mais de 2,5 bilhões de reais, segundo estimativas de mercado.

Segundo documentos apresentados ao Cade, o acordo entre as empresas prevê que os franceses irão comprar projetos para os quais a EDF fechará contratos de venda da produção no mercado livre de eletricidade, além de projetos que se consagrem vencedores em leilões de energia do governo brasileiro.

"Para o Grupo EDF, a operação representa uma oportunidade positiva para ampliar a sua atuação e capacidade de geração de energia elétrica no território nacional a partir de fontes renováveis", defendeu a empresa ao órgão estatal ao justificar a operação, fechada por meio da controlada EDF Energies Nouvelles.

A EDF EN já vem investindo há anos em energia limpa no Brasil. A companhia possui complexos eólicos na Bahia e uma usina solar em Minas Gerais, na qual é sócia da Omega Geração.

As empresas informaram ao Cade que a operação não está sujeira à aprovação de outros reguladores no Brasil ou no exterior.

Os parques eólicos envolvidos no negócio ficam nos municípios paraibanos de Junco do Seridó, Santa Luzia, São Mamede, Salgadinho e Assunção.

Economia