PUBLICIDADE
IPCA
-0,38 Mai.2020
Topo

Wall St encerra em queda após virada no final da sessão; Facebook e China pesam

28/05/2020 17h14

Por Caroline Valetkevitch

(Reuters) - Wall Street encerrou em queda nesta quinta-feira após uma inversão ao fim da sessão, com o Facebook pesando no mercado depois que o presidente Donald Trump disse que assinará uma ordem executiva relacionada a empresas de mídia social e anunciou que fará um entrevista coletiva sobre a China na sexta-feira.

As ações do Twitter Inc recuaram 4,4% e as do Facebook Inc caíram 1,6% após as notícias da ordem executiva. Após o fechamento do mercado, a Casa Branca disse que Trump assinou o pedido, o que remove a proteção de responsabilidade que as empresas dispõem hoje.

Preocupações em torno das relações entre os Estados Unidos e a China também podem ter levado à queda tardia. O assessor econômico da Casa Branca, Larry Kudlow, disse à CNBC nesta quinta-feira que Hong Kong pode precisar ser tratada, agora, como a China no que diz respeito ao comércio e a outros assuntos, ecoando as observações do secretário de Estado, Mike Pompeo, na quarta-feira.

As ações tinham estado em alta na maior parte da sessão, com os investidores continuando a apostar em uma rápida recuperação da crise econômica causada pelo coronavírus.

O Dow Jones encerrou em queda de 0,58%, aos 25.400,64 pontos, o S&P500 perdeu 0,21%, para 3.029,73 pontos, e o Nasdaq caiu 0,46%, para 9.368,99 pontos.

Economia