PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Centauro dispara após levantar R$900 mi em oferta de ações para financiar aquisições

05/06/2020 09h01

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O Grupo SBF, dono da rede de lojas de artigos esportivos Centauro, levantou 900 milhões de reais em oferta de ações subsequente com distribuição primária, precificada a 30 reais por papel na véspera.

A Reuters já havia noticiado na véspera, citando fontes, o preço definido para os papel na operação com esforços restritos e o valor movimentado.

A companhia afirmou que pretende utilizar os recursos da oferta para financiar aquisições de empresas em curso e futuras que possam contribuir para a execução de sua estratégia de crescimento e a expansão de seus negócios.

Por volta de 14:20, as ações disparavam 12,38%, a 35,40 reais, entre as maiores altas do índice Small Caps, que subia 3,8%. Na máxima até o momento, os papéis da Centauro subiram a 35,99 reais.

De acordo com fato relevante disponível na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) nesta sexta-feira, após a operação, o capital social da companhia passou para 1,914 bilhão de reais, dividido em 241.015.279 ações.

A ação fechou na quinta-feira cotada a 31,50 reais na bolsa paulista, o que implica que os investidores na oferta tiveram um desconto de aproximadamente 5%.

Os papéis envolvidos na oferta começam a ser negociados na bolsa paulista na segunda-feira.

A operação consistia em oferta base de 25 milhões de papéis, que poderia chegar a 33,75 milhões de ações, de acordo com um documento anterior, mas apenas 5 milhões de ações adicionais foram colocadas.

Bradesco BBI, BTG Pactual, Itaú BBA e Santander são os coordenadores da operação.