PUBLICIDADE
IPCA
-0,38 Mai.2020
Topo

China compra mais de 50% da carne bovina do Brasil em maio, diz Abrafrigo

08/06/2020 14h59

SÃO PAULO (Reuters) - As exportações brasileiras de carne bovina aumentaram 21% em maio, ante igual período do ano passado, impulsionadas pelo avanço nas compras chinesas da proteína, que responderam por mais de 50% do total, disse a Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo) nesta segunda-feira com base em dados do governo federal.

Considerando o produto in natura e processado, os embarques do país totalizaram 183.018 toneladas no mês passado contra 151.270 toneladas em maio de 2019.

Com isso, no acumulado dos primeiros cinco meses do ano houve avanço de 5,42% no volume total de carne bovina exportada, saindo de 695.151 toneladas em 2019 para 732.859 toneladas em 2020, conforme a Abrafrigo.

"Em maio, a participação da China nas exportações brasileiras do produto alcançou a 56,5% do total, somando-se as entradas pelo continente (39,3%) e as entradas por Hong Kong (17,2%)", afirmou a associação.

Ainda em maio, a movimentação chinesa pelo continente subiu 128,4% enquanto a realizada por Hong Kong caiu 13,5% em relação ao mesmo mês de 2019.

A Abrafrigo ainda disse que, no intervalo de janeiro a maio, 76 países ampliaram suas importações de carne bovina do Brasil e 81 mercados reduziram suas compras.

China, Rússia e Arábia Saudita lideraram os avanços nas compras da proteína brasileira, enquanto Chile, Egito e Emirados Árabes diminuíram as aquisições.

(Por Nayara Figueiredo)

Economia