PUBLICIDADE
IPCA
0,26 Jun.2020
Topo

China registra importação mensal recorde de petróleo em maio

08/06/2020 08h20

PEQUIM/CINGAPURA (Reuters) - As importações de petróleo bruto pela China em maio saltaram 19,2% na comparação anual, para o maior nível mensal já registrado, à medida que a demanda por combustíveis tem uma recuperação robusta depois do relaxamento de medidas de isolamento adotadas contra o novo coronavírus.

O maior importador global de petróleo importou 47,969 milhões de toneladas de petróleo, segundo dados da Administração Geral de Alfândegas, o equivalente a 11,296 milhões de barris por dia (bpd), segundo cálculos da Reuters.

As importações em maio comparam-se com 9,84 milhões de bpd no mês anterior e 9,47 milhões de bpd em maio de 2019.

Nos primeiros cinco meses de 2020, a China importou um total de 215,576 milhões de toneladas de petróleo, ou 10,353 milhões de bpd, alta de 5,2% na comparação com mesmo período do ano anterior, segundo os dados.

Analistas estimam que a demanda da China por petróleo recuperou mais de 90% do nível visto antes da pandemia de coronavírus.

A taxa de utilização média em refinarias estatais foi de 71,27% em maio, alta de 3,21 pontos percentuais ante abril, enquanto refinarias privadas operaram a 76,12%, segundo a consultoria Sublime.

Enquanto isso, as exportações de produtos refinados somaram 3,89 milhões de toneladas em maio. Entre janeiro e maio, a China exportou 29,90 milhões de toneladas de combustíveis.

As importações de gás natural e maio, incluindo por gasodutos e gás natural liquefeito (GNL), foram de 7,84 milhões de toneladas. Entre janeiro e maio, elas somaram 40,12 milhões de toneladas.

(Por Yawen Chen, Tom Daly, Muyu Xu e Aizhu Chen)

Economia