PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

CORREÇÃO (OFICIAL) - GNA recebe no porto de Açu unidade para regaseificar GNL do complexo termelétrico

12/06/2020 19h49

(Corrige unidade da capacidade da UTE GNA II, no 2º parágrafo, conforme retificação feita pela empresa)

SÃO PAULO (Reuters) - A GNA, joint venture entre a Prumo Logística, a BP e a Siemens, realizou nesta sexta-feira a atração da FSRU BW Magna, unidade que será responsável por regaseificar o gás natural liquefeito (GNL) que vai abastecer as térmicas da companhia no Porto do Açu, disse a empresa em nota.

A embarcação tem capacidade de regaseificar 21 milhões de m³ de gás natural por dia e foi construída para atender exclusivamente às usinas UTE GNA I (1.338 MW) e UTE GNA II (1.672 MW), além de futuras expansões.

As usinas, juntamente com o terminal de GNL, compõem o maior Complexo Termelétrico a Gás Natural da América Latina, com 3 GW de capacidade instalada. As instalações demandaram mais de 8,5 bilhões de reais de investimentos.

A operação de manobra, que envolveu práticos e rebocadores, durou aproximadamente três horas e contou com a participação das equipes da GNA, BW, Acciona e KN.

Agora, a BW MAGNA vai passar pela fase de interligação dos sistemas entre a embarcação e a térmica e depois para a fase de teste a frio.

"A chegada da FSRU BW Magna é um dos grandes marcos do projeto da GNA. Quando em operação, nosso parque termelétrico será capaz de produzir energia equivalente a 17% da geração térmica a gás natural do Brasil, contribuindo para a segurança do Sistema Integrado Nacional", disse o diretor-presidente da GNA, Bernardo Perseke, em nota.