PUBLICIDADE
IPCA
-0,38 Mai.2020
Topo

Estado de SP tem novo recorde de casos e mortes causadas por Covid-19

16/06/2020 13h46

Por Eduardo Simões

SÃO PAULO (Reuters) - O Estado de São Paulo registrou nesta terça-feira novos recordes diários de casos e mortes causadas pela Covid-19, doença respiratória causada pelo novo coronavírus, com 8.825 novas infecções registradas nas últimas 24 horas e 365 novos óbitos causados pela doença.

De acordo com números anunciados pela Secretaria de Saúde do Estado em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista, São Paulo tem 190.285 casos confirmados de Covid-19 e a doença já matou 11.132 pessoas no Estado.

O pneumologista Carlos Carvalho, coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo, disse que a alta no número de mortes nos dados registrados às terça-feiras têm sido uma constante e que o cenário atual não é diferente do que as autoridades de saúde paulistas vêm observando.

Geralmente os dados aos domingos e às segundas vêm com um número diário menor de casos e mortos pois se referem ao dia anterior e as notificações diminuem aos finais de semana, o que deixa alguns casos represados para o informe de terça.

"Como era esperado, tivemos um número menor na variação de domingo, ontem foi ainda menor e hoje dá um pequeno salto. Se nós pegarmos esses três dias, computarmos o número de óbitos e dividirmos por três dá 185 óbitos por dia em média, Como vem agora os próximos dias volta a subir um pouco, estamos mantendo uma média --se olharmos os sete dias-- na faixa de 250 óbitos por dia, um pouco mais, um pouco menos", disse Carvalho.

"Isto não está diferente do que vem sendo observado nesses últimos tempos. Como temos mais casos, tem ocorrido mais óbitos. Mas o número de casos está maior que o número de óbitos, então a nossa letalidade observada ao longo do tempo vem caindo devagarzinho no Estado de São Paulo", afirmou.

A Secretaria de Saúde do Estado também afirmou que já foram realizados mais de 600 mil testes de detecção da Covid-19 no Estado tanto por laboratórios públicos quanto por laboratórios privados e, de acordo com o órgão, a realização de exames têm sido acelerada.

São Paulo está em um momento de reabertura gradual de setores da economia, feita em fases e de acordo com a situação da pandemia em cada região do Estado. O governo flexibilizou a quarentena na Grande São Paulo a partir desta semana, permitindo a retomada da operação do comércio e dos shoppings centers nas cidades do entorno da capital paulista.

Ao mesmo tempo, endureceu as medidas de isolamento em determinadas regiões do interior, algumas delas que haviam recebido autorização para a volta do funcionamento de bares e restaurantes, por exemplo, agora poderão abrir somente as atividades consideradas essenciais.

Economia