PUBLICIDADE
IPCA
0,26 Jun.2020
Topo

Dono de imóvel onde Queiroz foi preso não advoga para Bolsonaro, diz advogada do presidente

18/06/2020 18h39

BRASÍLIA (Reuters) - A advogada Karina Kufa divulgou na tarde desta quinta-feira uma nota de esclarecimento em que informa que somente o seu escritório e a Advocacia-Geral da União (AGU) representam o presidente Jair Bolsonaro em ações nas esferas cíveis, criminais ou eleitorais em curso no Poder Judiciário.

"O advogado Frederick Wassef não presta qualquer serviço advocatício em nenhuma ação em que seja parte o senhor Jair Messias Bolsonaro e não faz parte do referido escritório, não constando seu nome em qualquer processo", informou Karina Kufa, na nota.

A manifestação da advogada ocorre após uma operação policial ter prendido nesta manhã o ex-assessor Fabrício Queiroz, que trabalhou no gabinete do filho do presidente Jair Bolsonaro, o ex-deputado estadual e atual senador Flávio Bolsonaro, em imóvel que pertence a Frederick Wassef, segundo o Ministério Público de São Paulo, numa investigação referente ao esquema de "rachadinha" da Assembleia Legislativa do Rio.

Esse advogado representa Flávio Bolsonaro e também se envolveu no caso do atentado a faca que Bolsonaro sofreu na campanha eleitoral de 2018.

Na nota, contudo, Karina Kufa fez menção a um relatório parcial da investigação sobre o atentado a Bolsonaro em que o delegado responsável pelo caso, Rodrigo Fernandes Morais, disse em 12 de maio passado que Wassef, embora se apresente como advogado do presidente, "não possui procuração dos autos neste inquérito policial.

Com essas informações, a nota serviria para tentar afastar Bolsonaro do centro da crise deflagrada com a prisão de Queiroz.

(Reportagem de Ricardo Brito)

Economia