PUBLICIDADE
IPCA
-0,38 Mai.2020
Topo

Ações europeias são pressionadas por novos temores sobre vírus

22/06/2020 14h19

Por Sruthi Shankar

(Reuters) - As ações europeias fecharam perto da uma mínima de uma semana nesta segunda-feira, com sinais de um ressurgimento nos casos de coronavírus na Alemanha e em outros lugares abalando os investidores, que antes esperavam uma rápida recuperação econômica da crise.

O índice FTSEurofirst 300 caiu 0,8%, a 1.415 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 perdeu 0,76%, a 363 pontos, depois de oscilar entre altas e baixas durante a sessão.

As perdas foram lideradas pelos setores de comidas e bebidas, telecomunicações e de petróleo e gás.

A Wirecard, afetada por escândalos, despencou 44% depois de afirmar que um quarto de seus ativos, no total de 1,9 bilhão de euros, que a auditora EY não foi capaz de contabilizar, provavelmente não existe.

Suas ações perderam mais de 70% de seu valor na última semana.

A Organização Mundial da Saúde registrou um aumento recorde nos casos globais de coronavírus no domingo, enquanto a taxa de reprodução de Covid-19 na Alemanha saltou para 2,88, um ritmo que mostra que as infecções estão subindo acima do nível necessário para conter a doença a longo prazo.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,76%, a 6.244 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,55%, a 12.262 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,62%, a 4.948 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,71%, a 19.478 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,92%, a 7.345 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 1,06%, a 4.414 pontos.

Economia