PUBLICIDADE
IPCA
-0,38 Mai.2020
Topo

Vale tem aprovado pela ANM pedido sobre disposição de rejeitos na mina Timbopeba

25/06/2020 09h35

Por Luciano Costa

SÃO PAULO (Reuters) - A mineradora Vale recebeu autorização da Agência Nacional de Mineração (ANM) para disposição temporária de rejeitos do complexo Fábrica Nova-Timbopeba na cava da mina de Timbopeba, segundo publicação do órgão regulador no Diário Oficial da União desta quinta-feira.

A autorização, concedida por gerência regional da ANM em Minas Gerais, é válida até 31 de dezembro de 2020 e limitada a 2,2 milhões de metros cúbicos, de acordo com o despacho da agência.

A Vale informou no final de abril que projetava retomar atividades de processamento a úmido na mina de Timbopeba, parte do Complexo Mariana, no quarto trimestre, após a conclusão da construção de um duto para disposição de rejeitos na cava da mina, o que dependia de autorização externa.

No momento, Timbopeba tem operado com processamento a seco, com produção mensal de aproximadamente 330 mil toneladas de finos de minério de ferro.

A Vale disse em abril que a retomada das atividades de processamento a úmido permitiria à operação atingir sua capacidade total de produção, de cerca de 1,0 milhão de toneladas por mês.

Procurada pela Reuters, a Vale não comentou de imediato.

Economia