PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Daly, do Fed, diz que é "cedo demais" para julgar recuperação dos EUA

29/06/2020 15h45

(Reuters) - É "cedo demais" para julgar a força da recuperação na maior economia do mundo conforme reabre após prolongadas quarentenas causadas pelo coronavírus, disse nesta segunda-feira a presidente do Federal Reserve de San Francisco, Mary Daly, em teleconferência.

As infecções nos Estados Unidos estão aumentando, e os governadores da Califórnia, da Flórida e do Texas estão restabelecendo algumas restrições para conter a onda de novos casos.

A partir de agora, disse Daly, as perspectivas dependerão em grande parte se haverá nova imposição de fechamentos generalizados dos negócios ou se as atuais estratégias de mitigação serão suficientes para manter o vírus sob controle e permitir que as pessoas retornem ao trabalho.

"Estamos começando muito cautelosamente... e vamos ver como isso se molda daqui para frente", disse Daly, acrescentando que até agora o que ela vê é "consistente com uma recuperação lenta e gradual", com o desemprego saltando para patamares onde está agora.

Novos dados sobre o mercado de trabalho em junho serão divulgados na quinta-feira. Economistas consultados pela Reuters esperam que a taxa de desemprego caia de 13,3% em maio para 12,3%.

Uma nova paralisação em larga escala, disse Daly, seria muito mais preocupante e resultaria em aumento no desemprego.

Ao ser questionada sobre o que pensa quanto às perspectivas, Daly disse que o adjetivo que usaria é "curiosa".

"Estou realmente apenas observando os dados, o que está acontecendo: ainda é muito cedo para dizer ou adjetivá-los", disse Daly. "Temos informações insuficientes para fazer esse tipo de julgamento, na minha opinião."

(Por Ann Saphir)