PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Ibovespa recua com exterior desfavorável; IRB Brasil lidera perdas

30/06/2020 10h28

SÃO PAULO (Reuters) - O tom negativo prevalecia na bolsa paulista nos primeiros negócios desta terça-feira, em meio a um ambiente mais negativo no exterior, no último pregão de um trimestre de desempenho robusto nas bolsas, com IRB Brasil RE entre os destaques negativos, após resultado trimestral.

Às 10:22, o Ibovespa caía 0,56%, a 95.203,01 pontos.

No exterior, as bolsas na Ásia fecharam em alta com dados melhores sobre a atividade chinesa, mas a aprovação pelo parlamento chinês da lei de segurança nacional para Hong Kong abriu espaço para receios sobre aumento da tensão EUA-China.

Além disso, o aumento de casos de Covid-19 continua alimentando volatilidade, enquanto dados têm respaldado as esperanças de uma recuperação econômica relativamente rápida.

Na cena corporativa brasileira, o IRB Brasil reportou lucro líquido consolidado de 13,87 milhões de reais no primeiro trimestre, um tombo de mais de 90% ante mesmo período de 2019, já ajustado para corrigir exigências de provisões maiores.

As ações da resseguradora, que também comunicou que avalia aumento de capital, estavam em leilão após recuarem 5,5%, a 11,77 reais, na mínima da sessão até o momento.

A bolsa paulista caminha para o melhor trimestre em seis anos e meio, em uma forte recuperação após o tombo nos primeiros meses do ano, quando prevaleceu a aversão a risco por causa da pandemia do novo Covid-19.

Até a véspera, o Ibovespa à vista caminhava para fechar o trimestre com elevação de mais de 30%, em movimento que teve como catalisadores a ampla liquidez global e declínio dos juros para taxas historicamente baixa no país.

(Por Paula Arend Laier)