PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Petrobras prorroga teletrabalho até fim do ano; vê retomada gradual em algumas áreas

30/06/2020 11h11

Por Luciano Costa

SÃO PAULO (Reuters) - A estatal Petrobras decidiu prorrogar até o final do ano o regime de trabalho à distância para funcionários que já estão em "home-office", em medida de segurança devido à pandemia de coronavírus.

Algumas atividades, no entanto, poderão precisar voltar ao trabalho presencial por necessidade da companhia, o que envolverá uma transição "segura e gradual, em ondas, seguindo uma rigorosa análise", disse a petroleira em comunicado à imprensa na noite de segunda-feira.

"A retomada do trabalho presencial em toda a companhia está sendo planejada com todo o cuidado. Para que o retorno seja seguro, espaços físicos e áreas comuns serão adaptados e adequados", acrescentou.

As datas de retorno ainda poderão ser alteradas em função de possíveis mudanças no cenário da pandemia, ressaltou a empresa, que não detalhou quais áreas poderão ser chamadas a trabalhar presencialmente.

Desde março, a Petrobras colocou em "home-office" até 90% de seus 21 mil funcionários da área administrativa, para conter a disseminação do coronavírus.

A companhia disse que agora estuda a adoção permanente de teletrabalho por até três dias por semana, em um modelo que ainda está sendo elaborado.

A Reuters publicou em 17 de junho que a Petrobras tem se preparado para adotar regime de "home-office" de forma definitiva para parte da equipe, o que poderá envolver mais de 10 mil funcionários.

O modelo para o teletrabalho permanente entrará em vigor após o regime transitório adotado durante a pandemia, explicou a empresa.

Enquanto isso, a estatal irá oferecer aos empregados que estão em teletrabalho uma ajuda de custo de mil reais para a compra de equipamentos ergonômicos, como cadeiras, suportes para computadores e outros.