PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Wall St busca direção com novo recorde em casos de Covid-19

10/07/2020 12h02

Por Medha Singh

(Reuters) - Os três principais índices de Wall Street buscavam direção nesta sexta-feira, com investidores nervosos com o risco de que um aumento recorde nos casos de coronavírus nos Estados Unidos possa prejudicar as empresas do país.

Os futuros subiram antes da abertura do mercado à vista, após dados mostrarem que o antivirl remdesivir, da Gilead, melhorou significativamente a recuperação clínica e reduziu o rismo de morte em pacientes com Covid-19 em estudo. As ações da Gilead subiam 2%.

Pelo segundo dia seguido, os EUA registraram na quinta-feira o maior aumento global em um único dia de novas infecções. Dos 50 Estados norte-americanos, 41 informaram elevação nos casos nas duas últimas semanas, o que forçou a população a adotar novas precauções, com vários Estados revertendo planos de reabertura.

"Investidores estão prestando mais atenção à confirmação de novos casos do que a dados econômicos e esse é um padrão que vimos se desenvolver nas últimas duas semanas", disse Art Hogan, estrategista-chefe da National Securities.

As ações de tecnologia exerciam a maior pressão negativa sobre os índices, um dia depois de terem levado o Nasdaq à terceira máxima recorde de fechamento nesta semana.

Os papéis de grandes bancos subiam 2,2%, antes da divulgação de seus resultados financeiros na próxima semana, que marcará o início da temporada de balanços corporativos do segundo trimestre.

Às 12:01 (horário de Brasília), o índice Dow Jones subia 0,57%, a 25.853 pontos, enquanto o S&P 500 ganhava 0,287432%, a 3.161 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq recuava 0,19%, a 10.528 pontos.