PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

SP tem queda de mortes por coronavírus pela 3ª semana; capital pode reabrir ensino superior

13/07/2020 13h58

Por Eduardo Simões

SÃO PAULO (Reuters) - As instituições de ensino superior e de curso profissionalizante da capital paulista podem retomar imediatamente as atividades presenciais para disciplinas práticas, com limite de 35% da capacidade, uma vez que a cidade já está há mais de 14 dias na Fase Amarela do plano de reabertura do governo estadual, aunciou nesta segunda-feira o governador João Doria (PSDB).

Em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista, Doria também disse que a semana passada registrou queda pela terceira vez seguida no número de mortos no Estado pela Covid-19, doença respiratória causada pelo novo coronavírus.

"As instituições de ensino superior e de cursos técnicos de ensino profissionalizante poderão retomar atividades presenciais desde que a região esteja há 14 dias na Fase Amarela do Plano São Paulo. O funcionamento está limitado a 35% do número de alunos matriculados em cada instituição", disse Doria.

Também presente na coletiva, o secretário de Educação do Estado, Rossieli Soares, explicou que a volta às atividades presenciais englobará as disciplinas práticas --como as que exigem o uso de laboratórios, por exemplo-- dada a dificuldade de realizar este tipo de atividade à distância.

Doria também comemorou o fato de, na semana passa, o número de mortos pela Covid-19 no Estado terem caído em 27 óbitos em relação à semana anterior. Foram 1.706 mortos pela doença na semana encerrada no sábado, contra 1.733 na semana anterior.

"Número de óbitos cai pela terceira semana consecutiva e São Paulo tem a menor taxa de mortalidade da série histórica", disse o governador, afirmando que a taxa de letalidade no Estado está em 4,8%.

"São boas notícias, mas que devem ser celebradas com muita moderação e com muita solidariedade também", disse Doria, afirmando ainda lamentar todas as mortes pela doença no Estado.