PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

IGP-10 acelera a alta a 1,91% em julho sob peso de combustíveis, diz FGV

Combustíveis puxam alta dos preços, diz FGV - Getty Images/iStockphoto/pixelalex
Combustíveis puxam alta dos preços, diz FGV Imagem: Getty Images/iStockphoto/pixelalex

Camila Moreira

Da Reuters, em São Paulo

15/07/2020 08h12

SÃO PAULO (Reuters) - Os preços dos combustíveis pesaram tanto no atacado quanto no varejo e o Índice Geral de Preços-10 (IGP-10) acelerou a alta a 1,91% em julho, de 1,55% no mês anterior, de acordo com os dados divulgados nesta quarta-feira pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

“Os três índices componentes do IGP-10 contribuíram para o avanço da taxa deste indicador. A aceleração do IPA e do IPC contou com a alta dos combustíveis", destacou o coordenador de índices de preços da FGV, André Braz.

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que mede a variação dos preços no atacado e responde por 60% do índice geral, teve em julho alta de 2,54%, contra avanço anterior de 2,35%.

No IPA, a alta dos Bens Intermediários acelerou a 2,47% de 0,86% em junho, pressionado principalmente pelo subgrupo combustíveis e lubrificantes para a produção, cuja taxa passou de 0,22 para 12,30%.

Por sua vez, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC-10), que responde por 30% do índice geral, passou a subir 0,50% em julho, de deflação de 0,33% em junho.

O destaque ficou para a alta de 1,37% do grupo Transportes em julho depois de queda de 1,01%, com a gasolina subindo 4,17% de queda de 3,49% em junho.

O Índice Nacional de Custo da Construção-10 (INCC-10) acelerou a alta a 0,62% no período, de 0,21% em junho.

O IGP-10 calcula os preços ao produtor, consumidor e na construção civil entre os dias 11 do mês anterior e 10 do mês de referência.

(Por Camila Moreira)